Estudos Agrícolas

Resistência a doenças do trigo introduzindo genes de ancestrais

A domesticação das culturas e a evolução da agricultura baseou-se ao longo dos tempos na escolha para reprodução dos espécimes com as melhores características produtivas. Dentro de cada espécie foram sendo criadas variedades adequadas às condições de cultivo, sendo que…

Agricultura com precisão. A Colheita de Dados – Parte 2

No anterior artigo descreveu-se de forma muito sucinta os SIG, importando agora fazer uma breve referência às fontes de dados espaciais disponíveis, destacando o programa europeu Copernicus. O Copernicus é o programa europeu para a Observação da Terra e assenta…

Balanço de Fim de Ano

Chegámos à última semana de 2016! E como tal, chegou a hora de fazer um balanço deste ano de lançamento do Núcleo Agri. Em primeiro lugar,um enorme agradecimento a quem nos tem acompanhado, lendo, comentando, pondo "gostos" no Facebook, ou…

Helicicultura: o que sabemos?

Esta semana temos mais um tema, que é a resposta ao desafio de descobrir o que sabemos sobre a criação de caracóis. Foi com alguma surpresa que descobri a boa qualidade da investigação aplicada nesta área. A tradição de consumo…

Práticas agrícolas, microrganismos e nutrientes do solo – um estudo em milho

Esta semana apresentamos mais um estudo realizado em Portugal, onde se comparam os efeitos no solo entre um sistema de agricultura convencional e três práticas diferentes de gestão do solo em modo de produção biológico. Partindo do princípio que a…

Biofertilizantes: bactérias que fornecem fósforo às culturas

Ao longo do século XX foram desenvolvidos fertilizantes e técnicas de cultura capazes de aproveitar cada vez mais os nutrientes com o menor desperdício possível. No entanto, as perdas de nutrientes tanto adicionados, como os presentes naturalmente nos solos é…
Pág. 1 de 9

 

O NUCLEO AGRI surge integrado na estratégia de comunicação Affluenza Agri, tendo em vista a divulgação de conteúdos a nível nacional e restantes países CPLP. Apresenta-se com uma linha editorial própria e independente e funcionará segundo uma lógica colaborativa.

Integrado na operativa de divulgação por meios digitais o NUCLEO AGRI pretende constituir-se como um polo de atração de interessados na divulgação e no acesso a conteúdos diferenciados relativos às ciências agrárias.

Diferenciação deverá ser a pedra de toque, através da busca de conteúdos diferentes que acrescentam valor.